Festas e Feiras da Cidade

Festas, Feiras e Romarias

Festas

Temperadas pela ancestralidade cultural, as festas e as romarias são uma forma de os matosinhenses expressarem aos santos a sua profunda devoção, num apelo de bênção e graças para momentos difíceis, em especial ante a ira dos elementos naturais que, tanto em terra como no mar, tanto os afagam de pão, paz e alegria, como lhes trazem horas de profunda inquietação, angústia e dor. Entre o religioso e o profano, nas festas e romarias há convívio e diversão, compra-se toda a gama de artefactos, ou, simplesmente, cumpre-se a tradição de ver e rever amigos e conhecidos e, quem sabe, arranjar namoro no adro das igrejas, um sabor querido de outros tempos.

Festa do Senhor de Matosinhos

20070831181525757202.jpgA Festa do Senhor de Matosinhos é um momento alto entre as romarias do concelho e do norte do país, tendo adquirido novas dinâmicas com as notáveis acessibilidades com que Matosinhos foi dotado. Decorre durante os meses de maio e junho, prolongando-se por quase três semanas de festividades religiosas e atividades lúdicas, culturais e desportivas. Milhares de lâmpadas iluminam o espaço da festa e a Igreja do Bom Jesus de Matosinhos, cujos altares são artisticamente decorados com lindíssimas flores. No templo, obra de Nasoni, rezam-se sermões e missas, de festa e solenes, e sai uma grandiosa procissão ao Senhor do Padrão. Bandas de música animam as ruas e os tradicionais coretos, expõe-se artesanato, rememoram-se lendas e tradições, mostra-se o Inventário do Património Arquitetónico e Religioso de Matosinhos ou, em jeito de festival, divulgam-se os receituários gastronómicos de peixes e de mariscos. Entre o fogo de bonecos, na terça feira à tarde e o esplendoroso fogo de artifício de sábado à noite, há matraquilhos, carrosséis e carrinhos de choque, farturas, sardinhas assadas e caldo verde ou, forma suprema de ir à festa, comprar louça tradicional nas barraquinhas da Feira da Louça.

Festa do Mártir S. Sebastião

20070831181811323469.jpgA Festa do Mártir S. Sebastião é toda dos pescadores de Matosinhos. Da Igreja Matriz sai uma majestosa procissão que vai até à Doca Pesca. Os pescadores exprimem ao seu santo padroeiro toda a sua devoção e pedem-lhe um mar farto e seguro. Vestem os seus filhos de anjinhos, carregam o andor do Mártir S. Sebastião e engalanam os seus barcos para que sejam benzidos, juntamente com o mar. No domingo de manhã assistem a uma missa solene na Igreja do Bom Jesus de Matosinhos. A festa religiosa não acaba sem um espetáculo, de variedades e de ranchos folclóricos, seguido de um magistral fogo de artifício.

Festa do S. Brás

20070831181953903475.jpgA Festa do S. Brás ocorre na Freguesia de Santa Cruz do Bispo em honra de S. Brás e de Nossa Senhora do Livramento. Celebra-se no 1º domingo após o dia 2 de fevereiro e tem o seu apogeu numa procissão que sai da Igreja Matriz de Santa Cruz do Bispo até ao Monte do S. Brás, onde está a capela do Santo. Há missa campal de manhã e os romeiros compram utilidades e recordações, saciam a fome e a sede nas tradicionais barraquinhas, ou juntam-se na mata envolvente para alegres pic-nics. Porém, disfarçadamente, as raparigas casadouras pedem ao Homem da Maça que interfira para casarem depressa.

Festa da Senhora da Hora

20070831182047373590.jpgA Festa da Senhora da Hora celebra a Ascensão de Nossa Senhora numa 5ª feira, quarenta dias após a Páscoa. No domingo anterior há a Comunhão Solene e, no seguinte, uma procissão de velas. Na 5ª feira, dia maior, há missas na Igreja Nova e na Capela da Senhora da Hora, autêntica relíquia patrimonial sediada no simbólico Parque das Sete Bicas e palco das cerimónias de maior solenidade e fé. Diante da imagem da Santa milhares de pessoas assistem fervorosamente à missa e pagam as suas promessas. Contudo, a festa prossegue. Entre barracas de louça e de farturas, carrosséis e pistas de automóveis, exposições, ranchos folclóricos e tunas vive-se a alegria da festa. Mas, ninguém resiste à tentação de formular um desejo e beber água da Fonte das Sete Bicas.

A Procissão do Senhor dos Passos

20070831182142327558.jpgA Procissão do Senhor dos Passos realiza-se no 5º domingo da Quaresma. Parte da Igreja Matriz de Leça da Palmeira e evoca a condenação de Jesus. Em percursos diferentes saem os andores com as imagens do Senhor dos Passos e da Senhora da Soledad, a que se juntam outras figuras bíblicas, encontrando-se na pequena joia que é a Capela do Corpo Santo, onde decorrem as cerimónias religiosas. Momento de intensa religiosidade, é marcado pela condenação de Jesus, facto assinalado pelos fatos e laços pretos dos membros da Confraria, sinal do pesar que perpassa aquelas almas e as de milhares de pessoas que se apinham nas ruas, janelas e varandas do percurso.

Feiras

Às feiras do concelho de Matosinhos acorrem multidões de residentes de todo o Grande Porto. Em centenas de bancas vendem-se toda a gama de produtos hortícolas, fruta, carne, peixe, pão, ferramentas, mobiliário, vestuário, calçado, tapeçarias, louças, bijuteria, etc.

Feira Semanal de Santana

A Feira Semanal de Santana tem lugar todas as sextas-feiras à tarde no Parque de Santana, na freguesia de Leça do Balio. Neste mesmo local decorre, também, uma Feira Anual ainda muito frequentada por lavradores. Rememorando a tradição, vão à festa para negociar os seus produtos, comprar artesanato ou alfaias agrícolas, futurar sobre o clima e as culturas ou selar contratos pelo compromisso da palavra.

A Feira da Senhora da Hora e a Feira de Custóias

Os sábados são os dias maiores das feiras no concelho de Matosinhos. A Feira da Senhora da Hora, pela manhã e a Feira de Custóias, à tarde, assumem-se como polos de atração para milhares de pessoas de todas as classes sociais. Ir a estas feiras é a garantia de comprar de tudo e a bom preço, particularmente confeção e vestuário, num inconsciente frenesim. Peregrinar nas Feiras da Senhora da Hora e de Custóias em banhos de multidão, música popular e pregões pronunciados por quem vende é participar num ato cultural e no dinamismo das nossas gentes.

Feira dos Golfinhos

A Feira dos Golfinhos ganhou notoriedade após o 25 de abril de 1974. Assim designada por inspiração nas armas do concelho, tem lugar no quarto domingo de cada mês nesse amplo e bem cuidado espaço diante dos Paços do Concelho, que é o Jardim Basílio Teles. Considerada, de início, como uma feira de antiguidades, é hoje cenário para colecionadores de toda a gama de objetos, antigos e modernos. A fama da Feira dos Golfinhos já mereceu destaque, em Londres, na B.B.C.
Manifestações culturais de indelével autenticidade, as festas, feiras e romarias do concelho de Matosinhos primam pela grandiosidade e ecletismo, num contínuo desfilar de eventos que não dá margem para outras opções. Festas, são em Matosinhos, um concelho sempre em festa. Venha a Matosinhos.

Fonte: Câmara Municipal de Matosinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s